Silo-bolsa é adquirido com recursos do Projeto Microbacias II para produtor de Tarabai

A Associação dos Produtores Rurais de Tarabai recebeu, no dia 4 de fevereiro, um implemento agrícola conhecido como silo-bolsa. Tal equipamento custa cerca de R$ 30 mil e sua aquisição só foi possível devido aos recursos provenientes da aprovação da Proposta de Negócios feita ao Projeto Microbacias II – Acesso ao Mercado que foi gerenciado pela CATI de 2011 a 2018. O recurso contou também com parte da verba do Fundo de Expansão do Agronegócio Paulista (Feap).

       

O equipamento pode melhorar muito a nutrição animal. “Trata-se de um equipamento simples, fácil de utilizar e tem custo operacional muito baixo em relação ao benefício”, destacou Claudomiro Carvalho, presidente da Associação. O técnico Wanderley Nogueira, da empresa que vendeu o equipamento, fez a entrega técnica do silo-bolsa e explicou que se trata de uma embutidora de silagem/pasto. “Sem dúvida é a melhor forma de armazenar silagem de altíssima qualidade, pois mantém as propriedades nutricionais intactas, uma vez que dentro das bolsas não há oxigênio, permitindo a estocagem em grande quantidade na época de safra. O equipamento possui acionamento hidráulico, uma esteira de borracha móvel e tem regulagem e um sistema de frenagem que auxilia na melhor compactação da silagem, facilitando o enchimento e evitando o rompimento da bolsa”, explicou o técnico.

Fabio Coelho, técnico da CATI Regional Presidente Prudente, explicou que “o objetivo do silo-bolsa é reduzir os custos da produção de leite, principalmente na época seca, quando há pouca disponibilidade de pasto, e visa aumentar as margens de lucro dos produtores rurais da Associação”. Animado, Fábio conta, ainda, que “se trata de um equipamento de primeiro mundo que está sendo instalado no município”. O município de Tarabai é da área de atuação da CATI Regional Presidente Prudente.

Mais informações: (19) 3743-3870 ou 3743-3859

jornalismo@cati.sp.gov.br